quinta-feira, 6 de junho de 2013

O Silencio de Adão

Em seu livro "O Silencio de Adão" Larry Crabb aborda o assunto da masculinidade de uma forma bem interessante. Creio que é pertinente ao homem entender um pouco sobre sua virilidade. Portanto transcrevo alguns trechos do livro a fim de colaborar com ambos os sexos na compreensão da sua identidade.

Algo foi perdido. Há algo errado com os homens. Algo bom que Deus colocou dentro de cada homem. Como forma de introduzir minha compreensão da masculinidade, pense na masculinidade como uma energia- um impulso natural dentro do coração de todo homem.

Homens pouco viris
Quando a energia masculina não é liberada, quando é suprimida ou distorcida, os homens:
1-Sentem-se impotentes- por isso compensam dedicando-se a controlar alguma coisa. Tornam-se homens agressivos
2- Zangam-se- experimentam fúria e se convencem de que vingança lhes é devida. Tornam-se homens abusivos.
3-Aterrorizam-se- vivem com um terror para o qual não há solução ou escape, apenas alívio. eles atenuam o terror com prazer físico e tornam-se viciados.

Muitos homens estão trilhando um caminho que, pensam, os levarão ao usufruir da legitima masculinidade, pode demorar até que percebam que o caminho que estiveram seguindo libera energia masculina mais corrupta que genuína.


 Homens viris
1- Sabe que é forte e nao importente. Sua vocação de refletir Deus, em sua forma de se relacionar, os motiva mais do que seu desejo por poder ou medo de impotência.
2-Não se sentem ameaçados (paz). Sua tristeza e solidão desperta uma compaixão pelas pessoas. É manso, não fraco, cujo poder é controlado para bons propósitos.
3-Não é viciado, ele trata o corpo com severidade para evitar o perigo de submeter-se a um poder alheio. Ele luta pesado contra seu desejo implacável de prazer. Ele se move de acordo com um plano.

O que está errado com homens?
Todo homem se debate com um silêncio profundo e escolhido. Os homens querem amar e ser amados, mas se sentem interiormente bloqueados. Algo não permite que suas emoções e sentimentos venham para fora.

Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito. E ela perguntou à mulher: "Foi isto mesmo que Deus disse: ‘Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim’? "
Respondeu a mulher à serpente: "Podemos comer do fruto das árvores do jardim, mas Deus disse: ‘Não comam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão’ ".
Disse a serpente à mulher: "Certamente não morrerão!
Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecedores do bem e do mal".
Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e o deu a seu marido, que comeu também.
Os olhos dos dois se abriram, e perceberam que estavam nus; então juntaram folhas de figueira para cobrir-se. 
Gênesis 3:1-7

Ao longo da história, a Igreja tem culpado Eva pela queda da raça humana. A maior parte das pessoas presume que, enquanto a serpente e Eva conversavam, Adão estava em outro lugar. Tem sido ensinado que Eva deu o primeiro passo para pecar contra Deus, e que Adão apenas seguiu o seu exemplo. Mas e se Adão estivesse ali com Eva durante toda a conversa? E se sua desobediência começou, não quando comeu do fruto, mas, quando se recusou a falar com a serpente ou com sua esposa?

Se Adão esteve presente e se calou. A interpretação de Gn talvez tenha permitido que os homens culpem as mulheres por seus problemas- exatamente como Adão culpou Eva- e não assumam responsabilidade por seus fracassos. Então seu silêncio se torna um pecado.

Adão foi um homem passivo, ele esteve fisicamente presente, mas, emocionalmente ausente. Adão foi passivo 3 vezes. ele ouviu a serpente, ouviu a esposa, aceitou o fruto e, então, comeu. A Palavra de Deus suscitou a Criação do caos, o silêncio de Adão trouxe o caos de volta a Criação. Deus usou a linguagem para estabelecer um relacionamento; Adão usou o silêncio para destruir o relacionamento. Adão o portador da imagem de Deus, não refletiu o seu Deus.

O texto de Genesis declara que Adão estava ali. "Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e o deu também a seu marido, que estava com ela e ele  comeu".Gênesis 3:6

Essa frase simples e condenatória tem sido grandemente ignorada. Em hebraico, a palavra imha é composta de duas outras, cuja tradução para o português seria equivalente a "com ela". A construção hebraica é uma combinação de preposição 'im' que significa com e pronome pessoal feminino na 3 pessoa 'ha', que significa 'ela'. Quando 'im' é usado, denota grande proximidade entre os interlocutores, não apenas uma associação muito chegada, mas proximidade física.

A narrativa de Gn também se passa numa única unidade de tempo. Não há nada no versículo 6 que sugira que Adão estava distante no momento da tentação. Não há qualquer quebra de tempo, ao contrário, vemos Eva tomar do fruto, morde-lo e imediatamente entrega-lo ao seu passivo e silencioso marido, que estava com ela. Eva não saiu de cena e foi procurar Adão. 

O autor de Gênesis revelou o enredo e o problema nos 3 primeiros capitulos. Os demais 47 cap. desenvolvem o mesmo tema do silencio masculino, esses homens continuamente metem-se em apuros quando escolhem o silencio em vez de envolvimento. Adão não ficou sozinho em seu silêncio. Sua escolha de se calar estabeleceu o padrão para a desobediência dos homens desde então.

O silêncio de Adão foi letal. Ele trouxe quebra de relacionamento. E em ultima instancia, trouxe a morte.
Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi.
Gênesis 3:12

Por na mulher a culpa tira dos ombros do homem a responsabilidade. Sendo um homem que se sente inadequado e incompetente, é importante que nunca esteja errado, nunca seja o culpado. O silencio ou o desaparecimento tornam-se a melhor defesa contra o medo.

Deus criou os homens para trazerem redenção a um mundo trágico. Ele os criou fortes para protegerem os que o cercam. Mas ele foi danificado em algum momento da vida. Ele conhece o perigo de se arriscar, quer no relacionamento, quer no trabalho. Muitos estão convencidos de que a confusão dos relacionamentos e a incerteza do futuro pode destrui-los. Assim permanecem calados. quando os homens se calam, contudo, negam a existência e a bondade de Deus. O silencio destrói, o falar cria.


Nenhum comentário: